Corpo docente conta com os especialistas Silvio Meira e André Neves, cientistas da TDS; saiba como a formação pode ajudar seu negócio a adaptar-se aos mercados da era digital

Tornar o negócio competitivo e sustentável na era digital é uma tarefa complexa, pois exige das empresas uma cultura organizacional capaz de tomar decisões rápidas baseada em informação para se adaptar às mudanças de contextos cada vez mais aceleradas. A TDS Company e a CESAR School têm uma boa notícia para quem está ciente dos desafios do futuro e deseja estar preparado para enfrentá-los: a formação da terceira turma do MiST – Master in Strategic Transformation.

O MiST foi criado para apoiar indivíduos, times de inovação, empreendedores e líderes de organizações que precisam desenvolver estratégias de transformação para dominar ferramentas, métodos e processos para a transformação estratégica dos negócios com foco na prática.

As aulas são ministradas em encontros remotos síncronos e assíncronos, através da plataforma de colaboração criativa strateegia, baseada no framework de mesmo nome desenvolvido pelo cientista-chefe da TDS e professor extraordinário da CESAR School Silvio Meira, e do professor de design da UFPE André Neves, ambos membros do corpo docente do MiST.

“Temos uma longa história de MBAs focados no estudo de cases, ou seja, na exposição de experiências que deram certo e poderiam ser replicadas. Mas já vivemos uma grande transição, onde as bases da sociedade e da economia estão de mudança para o mundo figital. Competir depende de compreender os fundamentos desse futuro e ser capaz de se preparar para as performances econômicas e sociais do amanhã, para os quais os estudos de caso do presente já são obsoletos. O MiST é sobre como podemos nos tornar estratégicos e nos empoderar para continuar aprendendo de forma independente mesmo depois do MiST. É sobre se tornar capaz de não apenas se preparar para as oportunidades, mas de criar as próprias oportunidades estrategicamente”.

Silvio Meira, professor do MiST
Silvio Meira, cientista-chefe da TDS, professor extraordinário da CESAR School e professor do MiST.

STRATEEGIA: A PLATAFORMA COLABORAÇÃO CRIATIVA DA TDS UTILIZADA no MiST

strateegia é uma plataforma de compartilhamento e construção coletiva de conhecimento para para dar suporte a colaborações criativas no espaço figital. Em strateegia, comunidades e organizações podem desenvolver aprendizados e construir estratégias em torno de desafios, a partir de dinâmicas de divergência e convergência de forma assíncrona, iterativa e incremental por meio de brainwriting e encontros remotos.

Trata-se de uma ferramenta versátil que pode se adaptar a diversas necessidades e contextos. Ela permite desde o acompanhamento do simples fluxo da realização de uma atividade operacional rotineira à formulação de uma grande estratégia que venha a impactar toda uma organização, ou mesmo criar inovação e novos nichos de mercado.

Os estudantes vivenciarão o processo pedagógico do MiST através da plataforma e terão acesso gratuito a uma curadoria de conteúdos de referência e questões essenciais propostas pelo corpo docente.

“Existe uma demanda enorme por colaboração criativa nas organizações, mas percebemos uma dificuldade recorrente na construção de comunidades de prática para que essa colaboração seja aplicada. No MiST os estudantes vivenciam o processo de colaboração criativa em uma plataforma autoral e exclusiva capaz de medir, avaliar e estruturar a participação do time envolvido. Boa parte dos ex-alunos passaram a utilizar a plataforma e escalaram seu uso nas organizações com os demais colaboradores”.

André Neves, professor do MiST

André Neves, doutor em ciência da computação, professor de design da UFPE, cientista associado da TDS Company e professor do MiST. 

POR QUE SE INSCREVER NO MiST?

A longevidade média de um negócio, medido pelo tempo de permanência na bolsa, caiu de 75 para 25 anos e a tendência é continuar diminuindo, pois os dados mostram que a maioria dos negócios não são sustentáveis. O exemplo da Kodak, líder do mercado que decretou falência, é bastante representativo sobre organizações que fracassaram por não se preparem para o futuro.

As empresas precisam adotar uma nova mentalidade para que seu negócio mantenha a competitividade e sustentabilidade. A verdadeira transformação digital passa pela cultura da organização, pela competência para tomada ágil de decisões baseadas em informação e, principalmente, pela vontade de investir na construção do futuro aonde se quer chegar.

No MiST os alunos serão habilitados a pensar, projetar e testar de maneira incremental e iterativa estratégias para os negócios. Ao final, a expectativa é de que ele possa atuar no próprio negócio ou ser o responsável para conduzir projetos estratégicos na sua empresa e utilizar essa experiência para ascender na carreira.

O mundo figital, onde o físico é expandido pelo digital e orquestrado pelo social tem dinâmicas próprias e os negócios que não as compreenderem rapidamente estão em risco. Não caia na armadilha do futuro. Prepare-se para ele no presente.

O MiST é uma quebra de paradigmas no conceito tradicional de aprendizagem. Quando nos propusemos a formar masters em transformação estratégica, miramos além da transformação digital. Queremos formar pessoas prontas para encarar processos de transformação, seja ela qual for, em suas organizações. O curso aposta no empoderamento  do profissional no desenvolvimento de estratégias através de um processo de aprendizado guiado e estruturado. Procuramos ser provocativos e esperamos do aluno dedicação, pois evitamos o lugar comum de oferecer conteúdos simplórios que não refletem a realidade das empresas. Quem mergulha no MiST sai do MiST com um outro olhar sobre transformação estratégica”.
Juliana Queiroga, coordenadora do MiST

Juliana Queiroga, coordenadora do MiST e head de empreendedorismo do CESAR.

 CONTEÚDO

O MiST conta com 360h de carga horária divididas em cinco ciclos.

  • Ciclo de Aprendizagem, onde será possível aprender a avaliar contextos e identificar condições para transformação digital estratégica
  • Ciclo de Oportunidades, onde será possível mapeá-las, propor hipóteses e definir os direcionamentos estratégicos; 
  • Ciclo de Soluções, onde será possível validá-las e identificar quais delas são viáveis, factíveis e desejáveis; 
  • Ciclo de Negócios, quando o aluno é preparado para lançar e operar modelos estratégicos; e
  • Ciclo de Ecossistemas, onde o estudante se torna apto para entender o posicionamento do negócio no ecossistema e tratar os agentes diretos e indiretos relacionados ao negócio.

“Não existe outro lugar no Brasil que seja tão preparado para o debate da transformação estratégica digital como Pernambuco. O Porto Digital e o pioneirismo e liderança de Silvio Meira são alguns dos elementos que colocam o Estado na vanguarda. Ao ingressarem no MiST, as pessoas terão a oportunidade de vivenciar este ecossistema, trabalhando na prática conceitos bastante ricos, elaborados e testados por especialistas, sob o efeito de rede de pessoas, potencializando aprendizagem ao explorar problemas de forma colaborativa, compartilhado saberes”.

Rui Belfort, professor do MiST

Rui Belfort, doutor em design pela UFPE, especialista em negócios pela FDC e professor do MiST.

CORPO DOCENTE

O MiST conta com professores e habilitadores de robusta formação intelectual, além da participação de profissionais do mercado convidados para enriquecimento dos debates em torno dos conceitos e como apoiadores na construção dos projetos, trazendo a visão dos especialistas em cada fase da jornada.

INSCRIÇÕES

Os interessados em participar da terceira turma do MiST podem se inscrever aqui até o dia 27 de julho. Para mais informações sobre o curso, como conteúdo, metodologia, cronograma, investimento e programas de descontos, baixe o nosso material produzido especialmente para você.