o que são personas

a representação de um perfil

Personas são personagens fictícios que representam os diferentes perfis de pessoas que podem vir a se relacionar ou já se relacionam com o negócio, produto ou serviço.

Criar personas ajuda a entender expectativas dessas pessoas. Personas ajudam a reconhecer que pessoas diferentes têm necessidades e expectativas diferentes ao criar afinidade com esses personagens, como acontece nos filmes ou livros quando criamos empatia pelos personagens.

Personas não descrevem pessoas reais, mas perfis personalizados de pessoas para entender os padrões que sintetizam os tipos de pessoas para as quais se pretende oferecer produtos ou serviços.

Construir personas ajuda a fazer as perguntas certas e respondê-las de acordo com as pessoas para as quais você está projetando.

como construir personas

a evolução de um perfil

A construção das personas passa inicialmente pelo entendimento de que, assim como acontece com os produtos e serviços, elas, as personas também evoluem ao longo do projeto.

Para entender essa evolução, vamos distribuir personas em dois pólos extremos, quantitativas e qualitativas. As personas quantitativas são construídas essencialmente com base em dados oriundos de pesquisas. Por outro lado, as personas qualitativas emergem da experiência do time com os perfis de pessoas que pertencem ao contexto do projeto.

Adotando uma perspectiva incremental e iterativa no desenvolvimento de personas começamos sua construção a partir das experiências do time [qualitativas] para evoluir a partir de dados [quantitativas] que são aprendidos durante o projeto.

Essa abordagem incremental tem como principal finalidade destravar o processo de criação e desenvolvimento de produtos ou serviços inovadores. Muitas vezes, tanto quanto o objeto que está sendo projetado, as personas ainda são pouco claras no início da jornada e precisam ser testadas, validadas, evoluídas a partir do que se aprende no percurso do projeto.

quais os tipos de personas

a finalidade de um perfil

O desafio ao escolher tipos de persona está na definição da finalidade do projeto, ou seja, se vamos criar um produto, serviço ou mesmo um negócio de partida, teremos personas desconhecidas, para as quais ainda não temos dados e nem sabemos que dados teremos. Por outro lado, se a finalidade for melhorar um produto ou serviço existente, as personas são nossas conhecidas.

A persona conhecida é construída para ajudar o negócio a desenhar jornadas de pessoas que já usam, consomem, produzem ou interagem de algum modo com o produto ou serviço existente para propor melhorias, ajustes que levem essa jornada para o mais próximo de uma jornada planejada ou esperada. Essa persona costuma ser construída a partir de dados, mesmo que no primeiro instante os dados não tenham profundidade e largura suficientes para definir um perfil preciso, funcionam como suporte para a evolução da persona.

A persona desconhecida, mais aberta, representa pessoas que estão na periferia dos negócios, ainda não se relacionam com seus produtos ou serviços. Nesse caso é preciso uma abordagem muito mais especulativa. Muitas vezes ainda nem se tem um produto ou serviço para aquela persona, ele será desenhado, desenvolvido, testado e evoluirá a partir dessa persona, que também será incremental, amadurecerá durante o processo.

Este texto foi escrito pelos professores Silvio Meira e André Neves.

A tds.company é a casa de strateegia, uma teoria da prática para transformação estratégica, sobre a qual escrevemos uma frase longa, ilustrada, que está disponível em pdf, no link https://bit.ly/TDSCsat. O nosso trabalho de habilitação estratégica é feito sobre uma plataforma digital que pode ser testada gratuitamente no link https://strateegia.digital.

Photo by mauro mora on Unsplash