⇠ Voltar

jornadas de transformação [figital] estratégicas

Nesse documento apresentamos as jornadas de transformação [figital] estratégicas que desenhamos como uma espécie de roteiro para guiar negócios nesse percurso de um mundo físico analógico [presente] para um mundo figital [futuro], onde o físico é expandido pelo digital e orquestrado pelo social.

o framework strateegia

uma teoria da prática

O framerwork strateegia é uma descrição de conceitos e métodos que representam uma maneira própria de tratar estratégias.

Uma teoria construída a partir da associação de uma prática de anos no mercado, desenhando e aplicando estratégias transformadoras que realizam inovação em negócios de todos os tipos e todos os tamanhos com um percurso de anos de investigação acadêmica com foco em métodos e processos que sustentam essa aplicação.

O esforço depositado na construção do framework está essencialmente na tradução de métodos implícitos, muitas vezes empíricos, em métodos explíticos, passíveis de serem replicados e aplicados em escala, por diferentes atores, habilitados para tal.

Um framework que estrutura o desenvolvimento de estratégias emergentes, incrementais e iterativas, construídas a partir da colaboração de pessoas, de diferentes formações em torno de diálogos contextualizados orientados a provocar divergências e construir convergências para escolhas estratégicas transformadoras.

as caixas de ferramentas

unidades de transformação

Metaforicamente, strateegia é formado por um conjunto de caixas de ferramentas, cujos módulos representam os componentes de um framework para transformação [figital] estratégica.

A caixa de tópicos [de aprendizagem] apresenta conceitos essenciais para o entendimento do mundo figital, suas características e desdobramentos.

A caixa de métodos [de trabalho] tem módulos que foram trazidos principalmente do design thinking, metodologias ágeis e técnicas de desenvolvimento lean.

A caixa de modelos [de negócio] traz módulos que fazem parte da essência dos negócios no mundo figital.

A caixa de sistemas [de tecnologia] é onde apontamos as principais soluções digitais que são aplicadas na criação, desenvolvimento e operação de soluções digitais.

A caixa de indicadores [de performance] trazems métricas que auxiliam o monitoramento de resultados.

Essas ferramentas combinadas apóiam pessoas a desenharem e executarem transformações [figitais] estratégicas.

a jornada para transformação

os passos no tempo

PARA FAZER A TRANSIÇÃO de um presente analógico para um futuro figital é preciso percorrer um longo caminho, um percurso que implica em mudanças no DNA cultural dos negócios.

O comportamento das pessoas precisa se ajustar ao mundo figital e para mudar é preciso tempo. Estudos mostram que adotar e manter novos hábitos, dos mais simples aos mais complexos, demanda de dezenas a centenas de dias. Isso quando se entende que o comportamento legado é desvantajoso e há estímulos, demandas e contexto para mudar.

Empresas são abstrações; na verdade, são redes de pessoas. Em strateegia, propomos uma jornada de transformação [figital] estratégica para mudar o comportamento das pessoas para se tornar protagonistas no mundo figital.

Iniciamos esse percurso estudando o contexto para entender oportunidades estratégicas de transformação, passamos por experimentar hipóteses para executar soluções que transformam o contexto, em busca de escalar resultados orientados a metas estratégicas de curto, médio e longo prazo para o negócio.

o ponto de partida

o desenho da jornada

Toda jornada tem um ponto de partida, em uma transformação [figital] estratégica, o ponto inicial é uma ação de imersão no contexto figital para conhecer suas principais características e caminhos para a jornada do presente para o futuro figital.

No ponto de partida de strateegia desenhamos um direcionamento para uma transformação de construção [figital] estratégica do negócio, é aqui que apresentamos como possibilidades do mundo figital e identificamos as aspirações de quem pretende alinhar suas capacidades para programar seu futuro.

Na prática, o ponto de partida é um ciclo extremamente curto de estudar contextos, entender oportunidades, experimentar hipóteses, executar soluções e escalar resultados com o objetivo de mapear ciclos de curto, médio e longo prazo de estratégia para transformaçõs [figitais] estratégicas.

Uma jornada completa de transformação demanda tempo para execução, claro, mas especialmente para que o negócio assimile mudanças que uma transformação dessa dimensão vai provocar nas pessoas.

os ciclos estratégicos

a evolução no tempo

As jornadas strateegia podem evoluir em ciclos completos de transformação que amadurecem na medida em que avançam no tempo. Cada ciclo percorre, a seu tempo e no seu estágio de definição e performance, desde a etapa de estudos de cenário e possibilidades até os elementos e fatores de escala do que está sendo tentado.

O primeiro, mais interno e curto, associado à contextualização, prospecção e concepção, é o ciclo das oportunidades, que tem a duração aproximada de 60 dias, ao final dos quais as pessoas deverão ter identificado possibilidades, concebido e validado conceitualmente suas propostas de inovação estratégica para o negócio.

O segundo, o ciclo das soluções, está no espaço-tempo dos experimentos, dura cerca de 120 dias e ao final as pessoas terão construido e validado protótipos funcionais [de alta fidelidade] para atender de maneira adequada às oportunidades descobertas do primeiro ciclo de transformação estratégica.

O terceiro, o ciclo dos negócios, está associado à performance e protagonismo, tem a duração aproximada de 180 dias, em que as pessoas terão evoluido, publicado e monitorado o desempenho de novos produtos e serviços inovadores baseados nas soluções do segundo ciclo de transformação estratégica para competição figital.

os mapas modulares no tempos

pontos temporais

Para orientar o percurso do negócio na jornada de transformação [digital] estratégica, desenhamos mapas [modulares no tempo], onde os pontos não demarcam o espaço, mas o tempo, pois as nossas jornadas em strateegia são temporais e não espaciais, o deslocamento é no tempo, do presente para o futuro -ou, muitas vezes, do futuro para o presente- e não de um lugar espacial para outro.

Cada ponto do mapa é uma chamada para uma ação que, quando articuladas, alinham aspirações e capacidades, programando, estrategicamente, o futuro.

Os pontos de divergência são aqueles que provocam as pessoas a debater, de maneira estruturada, as decisões que precisam ser tomadas ao longo da jornada.

Os pontos de convergência, por outro lado, levam as pessoas a declarar suas escolhas e tomar decisões que fundamentam os passos da jornada.

Os pontos de conversação marcam os momentos síncronos da jornada; a partir desses pontos as pessoas se encontram no tempo, para alinhar os passos da jornada. Outros tipos de pontos, como os de atenção e de conexão, funcionam como apoios na jornada, são pontos complementares ao processo de transformação [digital] estratégica.

os pontos de divergência

o tempo de criar escolhas

Os pontos de divergência em strateegia estão distribuídos em cinco tipos: tópicos de aprendizagem, métodos de trabalho, modelos de negócio, sistemas de tecnologia e indicadores de performance.

O conteúdo de cada um desses pontos, no mapa modular no tempo, é um convite para debates contextualizados a partir de leituras básicas e um conjunto de questões essenciais para provocar pessoas a criar escolhas na construção de transformações [figitais] estratégicas.

os pontos de convergência

o tempo de fazer escolhas

Uma estratégia é criada a partir de escolhas, e escolher não é fácil, ainda mais quando pessoas educadas e com foco se dedicam a criar as opções a escolher. No processo de transformação [figital] estratégica as escolhas fazem parte de um fluxo contínuo de evolução e amadurecimento.

As escolhas –e o processo como um todo- não ocorrem à revelia de quem está na produção e operação do negócio, mas com sua participação.

Os pontos de convergência nos mapas [modulares no tempo] de strateegia auxiliam as pessoas a fazer escolhas de forma clara e explicitando as certezas e incertezas embutidas em cada uma, o que é essencial para a consistência e continuidade do processo.

Em cada ponto de convergência as pessoas declaram suas crenças nas opções geradas nos pontos de divergência e, a partir dessas crenças, strateegia aponta a escolha das pessoas e explicita a margem de incerteza em torno do caminho escolhido.

Em strateegia, uma escolha será considerada apropriada quando a soma das crenças nela depositadas superar as crenças depositadas na segunda opção [a primeira rejeitada] somada à margem de incerteza das pessoas [crenças que não foram depositadas em nenhuma das opções].

E o melhor é que tudo isso é calculado direta e automaticamente pela plataforma strateegia.digital em cada ponto de convergência do processo.

Este texto foi escrito pelos professores Silvio Meira e André Neves.

A tds.company é a casa de strateegia, uma teoria da prática para transformação estratégica, sobre a qual escrevemos uma frase longa, ilustrada, que está disponível em pdf, no link https://bit.ly/TDSCsat. O nosso trabalho de habilitação estratégica é feito sobre uma plataforma digital que pode ser testada gratuitamente no link https://strateegia.digital.

Photo by Kaleidico on Unsplash

Por aqui, buscamos gente inquieta como a gente.

Por aqui, buscamos gente inquieta como a gente: sempre disposta a entender e construir juntos futuros e jornadas.

Acesse o link abaixo e confira as oportunidades disponíveis.